Orlando, Viagens

Dia#8 SeaWorld – Kraken com Óculos VR

Acordamos um pouco mais tarde hoje já que o parque SeaWorld iria abrir apenas às 10h. Tomamos café da manhã com o que sobrou das nossas compras do Walmart e lembramos que precisaríamos ir novamente em um mercado para comprar comida para os próximos cafés e lanches. Chegamos no estacionamento do parque às 9:30 e paramos pertinho da entrada. Pegamos o mapa do parque e fomos direto para a montanha russa Manta. Colocamos em nosso roteiro de ir primeiro nas 3 montanhas russas do SeaWorld antes de ir nas outras atrações. Descobrimos que precisávamos deixar a mochila no locker logo ali do lado da Manta e tivemos que pagar o nosso primeiro 1 dólar por 1 hora de locker nesse parque.


Estatísticas desse dia no SeaWorld, Shake Shack e I-Drive 360

  • Andamos: 8,9km
  • Quantidade de horas no parque: 4 horas e 30 minutos
  • Investimento total do dia: $142,13 (2 pessoas e não somamos o valor dos ingressos)

As boas do SeaWorld:

  • Montanhas russas – uma melhor que a outra. Se tivesse estômago iríamos novamente nas 3;
  • Parque vazio e sem filas;
  • Conseguimos fazer todas as atrações no início da tarde e aproveitar outros passeios no mesmo dia.

O que não foi tão bom:

  • Enjoo com o óculos VR na montanha russa Kraken;
  • Prolongamos muito o almoço e ficamos com muita fome;
  • Ar de abandono do parque com muitos lugares fechados e funcionários mal humorados.

Principais investimentos com taxas desse dia:

  • Estacionamento: $20,00;
  • Coca para enjoo da Kraken: $3,72;
  • Coca e cachorro quente seco do Nathans: $11,81;
  • Lockers: $3,00;
  • Almoço tarde no Shake Shack [shackburger, chick’n shack, batata frita e coke]: $18,57;
  • Comida para café da manhã e lanches no Whole Foods: $85,03;

Montanha russa Manta no SeaWorld

Montanha russa Manta

A primeira experiência da montanha russa Manta já é muito legal. Você senta na cadeira, ela sobe de costas para você ficar deitado olhando para o chão e você se pergunta: “o que eu estou fazendo aqui?”. Essa é sempre a pergunta que fazemos quando entramos em uma montanha russa, mas depois do passeio terminado a sensação de adrenalina é muito boa. O primeiro looping de costas é animal e o mais forte. Você cola as suas costas no assento e dá aquele frio na barriga.

Mudamos um pouco o nosso roteiro por causa dos horários e localização dos shows. Fomos no show dos golfinhos (Dolphin Days) no Dolphin Theater já que estávamos bem perto. Esse é um show com algumas acrobacias de golfinhos e a participação de algumas aves. Estava bem vazio esse show e ao longo do dia fomos percebendo que o parque também estava muito vazio, passando uma impressão de abandono pela falta de limpeza e funcionários nada felizes!

De lá fomos para a área Legends para irmos na montanha russa Kraken com o óculos de realidade virtual. Essa atração foi a que demoramos mais na fila. Não por que tinha muita gente na fila, mas como cada óculos tem que ser limpo e as pessoas devem ser orientadas e ajudadas para encaixar o óculos na cabeça, acaba demorando bastante. Nem precisou fazer a reserva do óculos no site spotsaver.com. Quem quisesse colocar o óculos VR poderia colocar, pois todos os assentos tinham um disponível.

Eu estava animadíssimo para essa experiência e já fui colocando o óculos e ajustando na minha cabeça assim que sentei. A Carol escolheu ir sem para curtir apenas a montanha russa. O início é muito bem feito, o som muito bom, a sincronia com os movimentos da montanha russa são bem realistas e a visão 360 bem imersiva. Aproveitei bastante a primeira queda e os primeiros loopings, mas mesmo colocando muito apertado o óculos (de ficar aquela marca na testa) ele não ficou tão preso assim e como são muitos loopings (7!) que me forçavam a abaixar a cabeça, a visão do óculos não ficou muito boa. Confesso que nos últimos loopings já estava com vontade de tirar o óculos do meu rosto e no final comecei a suar frio de tanto enjoo. Assim que a montanha russa parou, arranquei o óculos e ficamos ali esperando ainda uns 10 minutos até sairmos do assento. Tive que sentar no primeiro banco que vi e tomar uma coca para melhorar do enjoo.

Show das Orcas no Shamu Stadium

Show das Orcas no Shamu Stadium

Depois de uns 20 minutos descansando, fomos no One Ocean (Shamu Stadium) para o show das orcas. Andamos muito até chegarmos lá e o show começou as 12:15h. Apesar dos avisos nos primeiros bancos que você pode se molhar durante o show, acredito que as pessoas não prestam atenção ou não entendem o que está escrito. A parte mais legal do show foi o banho que as orcas deram no público desavisado. Não conseguimos conter os risos. Ainda bem que estava um dia quente, apesar da rápida chuva que caiu.

Ainda na área Power, fomos no Wild Artic. Estávamos passeando tranquilamente pela atração e enquanto eu estava filmando começou a tocar umas sirenes de emergência e eu pensei que fazia parte da atração! Isso até a Carol chamar a minha atenção e começarmos a evacuação do local. Não explicaram o motivo, mas tivemos que sair todos de lá e na saída tinha até alguns policiais.

Teimoso do jeito que eu sou e não muito legal ainda do estômago, não tinha como deixar de ir na terceira montanha russa, a Mako. Essa é a montanha russa mais tranquila do SeaWorld, mas como você fica preso apenas nas pernas, você se desprende levemente do assento, dando várias sensações de gravidade zero ao longo das quedas. Ela é muito veloz, alta e longa. Parece que vai acabar nunca o passeio!

E acreditem, fiquei mal de novo alguns minutos após a saída da Mako. Sim, sou teimoso, mas fui nas 3 montanhas russas do SeaWorld! Tive que sentar novamente e para forrar o estômago comi aquele tradicional hotdog seco e nada saboroso. Compramos outra coca e foi o melhor remédio paleativo para o enjoo. Enquanto estávamos comendo, começou uma chuva que não durou muito tempo.

Aquário 180 graus no Shark Encounter

Aquário 180 graus no Shark Encounter

Ainda na área Mystery, fomos para o Shark Encounter ali pertinho da Mako. O aquário com visão 180 graus é gigante e muito bacana. Esse é um passeio obrigatório para quem vai no SeaWorld e com certeza as crianças vão gostar muito se elas não ficarem apavoradas com os vários tubarões.

Fomos para a Ice, a área congelante dos Penguins (Antarctica: Empire of the Penguin). Essa é uma experiência muito bacana e friorenta. O dia já estava um pouco nublado e começou novamente uma chuva bem leve para refrescar o calor absurdo de Orlando. Acredito que em dias mais frios, essa área fique realmente congelante. Foi muito legal ver os pinguins de tão perto!

Já era 14:30h e não tínhamos almoçado ainda. Comemos apenas aquele cachorro quente sem graça, alguns cookies e 2 cocas. Conseguimos finalizar todas as atrações que queríamos mais cedo do que estávamos imaginando e por isso estendemos muito o nosso horário de almoço.

Jackie Chan no Madame Tussauds

Jackie Chan no Madame Tussauds

Fomos para o hotel e chegamos no Rosen Inn as 15h. Tomamos um banho, descansamos um pouco e fomos “almoçar” já quase 16h no Shake Shack do I-Drive 360. Pedimos um ShackBurger mais simples (single), um Chick’n Shack, 1 batata frita e 1 coca (novamente!) para dividir. A decoração e a ambientação do Shake Shack é muito bacana. A área do I-Drive é muito bonita e é um lugar tranquilo para passear no final do dia. Estávamos esperando mais desses sanduíches e não achamos nada demais. 

Depois desse almoço/lanche fomos no museu de cera Madame Tussauds e ficamos ali muito tempo. A cada sala que entrávamos ficávamos impressionados com os detalhes das estátuas. Acho que tiramos algumas centenas de fotos ali! Do museu fomos para o Aquário Sea Life. Como não tínhamos mais nada em nosso roteiro, também ficamos no aquário bastante tempo. Olhando cada detalhe e interagindo com as atrações com bastante calma. São muitos aquários diferentes e você pode ficar ali muitas horas. Deixamos para ir na roda gigante do I-Drive outro dia e isso é algo que pouca gente sabe. Se você comprar as 3 atrações, você não é obrigado a ir em todas elas no mesmo dia.

Comprando no Whole Foods Orlando

Comprando no Whole Foods

Depois de um dia agitado no SeaWorld pela manhã, almoço tarde no Shake Shack e passeios no Madame Tussauds e Aquário Sea Life, finalizamos o dia fazendo algumas compras no Whole Foods. Ficamos doidos com o tamanho, organização e variedade desse mercado. É nessas horas que você pensa: “porque não tem isso na minha cidade?”. Compramos algumas comidas para os próximos cafés da manhã, lanches para os parques e frutas vermelhas fresquinhas. Aproveitamos para comprar a nossa janta e chegamos em uma área do Whole Foods com um buffet enorme e com uma variedade grande de sopas. Jantamos 2 sopas e uma clássica torta de maça que estava deliciosa. De tão grande ainda comemos nos próximos 2 dias.

Voltamos para o hotel para descansar, porque nos próximos dias iríamos começar a maratona dos parques Universal e Islands of Adventure.

Post anterior Próximo post

Você também irá gostar