Hotel Fazenda Rancho dos Canários · Orlando e Disney com dia23 | Dicas Parques Disney, Universal e Orlando
Viagens

Hotel Fazenda Rancho dos Canários

Vamos desbravar mais esse hotel fazenda em Padre Bernardo? Almoçamos às 13:20 e saímos de Brasília pela estrada via Brazlândia rumo ao Rancho dos Canários. A primeira parte do trajeto é bem ruim com muitos buracos e caminhões na pista. Fique bem atento, pois não tem indicações do hotel ao longo do caminho. Em Taboquinha preste atenção no outdoor à direita, ou melhor, use o Waze!

Após 96 km de asfalto e 2 km de estrada de chão chegamos ao rancho aproximadamente às 14:50. Na recepção fizemos o checkin antes das 16h, pagamos o restante da estadia mais o wifi de R$ 10 (que não funcionou direito) e fomos conhecer a suite master.

Fizemos um pequeno tour pelas áreas externas do hotel fazenda com a companhia de um cadelinha muito simpática e cheia das coceiras. Descansamos com muita água fria da piscina e água de coco até a hora da janta.

Testamos a hidro no quarto, mas quando a água estava na metade da banheira a água acabou geral. Falamos com o pessoal, ligaram a bomba pra encher a caixa d’agua e em 20 minutos já estava normalizado. Só um potinho  de espuma para a hidro fazia espuma infinita (muito mesmo)! Aproveitamos para relaxar.

O jantar não estava muito bom. Eram poucas opções e não tinha aquele sabor de comida caseira de hotel fazenda. Sendo bem sincero, a comida como um todo foi bem decepcionante.

Na manhã seguinte acordamos bem cedinho (7am) com os passarinhos e fomos tomar o nosso primeiro café da manhã. A comida é bem simples com pão de queijo, biscoito de queijo, bolo de cenoura e mandioca, salsicha, farofa de cuscuz, suco  de caju, detox e café com leite.

Reservamos logo cedo o melhor lugar na área da piscina (pergolado com uma poltrona gigante) e passamos a manhã toda curtindo a piscina e tomando água de coco. Conhecemos o pônei Kiko que não nos deu bola e continuou comendo grama sem parar. Carol tomou coragem e pulou na água gelada da piscina.

Chegou a hora do almoço. Estava bem melhor que a janta! Ufa! Arroz, feijão, galinha caipira, salada de batata e de sobremesa pudim, torta de limão e mousse de limão e maracujá. Depois dessa comida é hora de tirar um cochilo da tarde.

Fomos conhecer o riacho que fica à 10 minutos do hotel. Tiramos algumas fotos e as muriçocas começaram a comer as nossas pernas. Era dia de final de futebol nas Olimpíadas com o jogo do Brasil x Alemanha. O jogo demorou demais e quando vimos já era 20:45. Pensamos que havíamos perdido a janta, pois no informativo que estava no quarto avisava que era até as 20:30. Ainda bem que os horários lá não são tão rígidos assim! rs!

É… eles não acertaram de novo a janta. Arroz bem oleoso, macarrão ao molho branco de presunto (quem faz isso em um hotel fazenda???) e suflê de legumes. Coitada da Carol! Ela teve que pedir um misto de queijo. E essa era uma das poucas opções que tinha, mesmo você pagando à parte. A cozinheira já tinha ido e não rolava de fazer uma tapioca ou qualquer outra coisa a não ser o misto. Aff!

No último dia aproveitamos para tirar muitas fotos e fazer os vídeos que você pode ver nesse post. Aproveite também para assistir o tour que fizemos pela suíte master do Rancho dos Canários:

As boas do hotel fazenda Rancho dos Canários:

  • Distância de Brasília. Em 1h30min você chega lá;
  • Silencioso e tranquilo. Perfeito para você relaxar e acordar com os passarinhos;
  • Poucos hóspedes. São apenas 13 quartos;
  • Área da piscina bem grande e com muitos cantinhos reservados para você ficar;
  • Hidro para 2 pessoas com bastante espuma;

O que não foi tão bom:

  • Preço da suíte master. O investimento é semelhante a hotéis com uma estrutura muito melhor;
  • Colchão muito mole e pequeno. Merecia uma cama king size;
  • Ducha dupla com pouca água. Chuveiro simples demais;
  • Comida! Acredito que essa foi a nossa maior decepção. Esperamos de um hotel fazenda aquela comida caseira saborosa e farta;
  • Atendimento com pouco treinamento e com o semblante triste;
  • Wifi de R$10 que é lento e cai toda hora. Não pague pelo serviço e aproveite para curtir a natureza já que você não vai ter sinal mesmo no seu 3G/4G;

Principais investimentos desse desbravamento em Padre Bernardo

  • Diária da suíte master: R$ 600;
  • Wifi que não funciona: R$ 10;
  • Refri, água de coco, porção de batata frita, sucos, picolés, misto quente: R$ 175.
Post anterior Próximo post

Você também irá gostar